A Operação T.I Seguro conta com 20 policiais que atuarão em plantão de oito horas

O Terminal Integrado Pelópidas Silveira, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, conta com mais reforço na segurança a partir desta segunda-feira (16). Isso porque o local, que atende milhares de pessoas diariamente, passa a contar com a Operação T.I. Seguro, que tem o objetivo de diminuir a criminalidade no equipamento público através do patrulhamento policial 24 horas na área externa e interna dos terminais.

Além do reforço no policiamento militar, o projeto inclui a ampliação da segurança nos corredores de BRT Norte e Sul, além de instalação de câmeras conectadas ao Centro Integrado de Operações de Defesa Social (CIODS) em todos os terminais; e a implementação da tecnologia Nina Mobile, ferramenta que auxilia o poder público no registro de casos de assédio sexual no transporte público, e que facilita na denúncia às autoridades.

A iniciativa faz parte de uma ação conjunta entre a Secretaria de Defesa Social (SDS), polícias Militar e Civil do Estado, além do Corpo de Bombeiros, e da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), envolvendo ainda outros órgãos municipais e estaduais. O Plano de Mobilidade visa intensificar ações de melhorias ao Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana.

Segundo o Tenente Coronel Brito, a Operação T.I Seguro, que atua no conforto, segurança, e diminuição no tempo de desolamento para o usuário, conta com 20 policiais que atuarão em plantão de oito horas, sendo dez policiais de 7h às 15h, e outros dez no horário das 15h às 23h.

“O T.I Pelópidas contava com segurança própria, mas não estava dando conta. Foi necessário a PM agir para apaziguar. As pessoas não queriam obedecer às filas, algumas praticavam atos de violência, outras estavam causando transtorno e constrangimento ao praticarem coisas irregulares no banheiro público”, contou o coronel Brito. Ainda de acordo com ele, a Polícia Militar manterá o patrulhamento do terminal de domingo a domingo.

“Já estamos atuando no terminal da PE-15, no T.I Macaxeira e, agora, no T.I Pelópidas Silveira. Outros terminais receberão essa intervenção. O nosso objetivo é trazer a paz social”, afirmou o coronel.

A dona de casa Dilma Maria de Araújo, 46 anos, contou que não se sente segura nos terminas integrados. “Dificilmente eu vejo policiais, mas acho que vai melhorar bastante agora”, afirmou.

A estudante de enfermagem Rafaela Regina, de 20 anos, frequenta o terminal diariamente para se deslocar, já presenciou assalto na saída do BRT, e acredita que a sensação de segurança vai aumentar no terminal com a chegada dos policiais. “Ter policiais nos horários de mais movimento ajuda a inibir os assaltos”, relatou.

Fonte: FolhaPE