Moradores e comerciantes de Abreu e Lima, no Grande Recife, participam nesta segunda-feira (19) de audiência pública para discutir as consequências da mudança projetada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) na BR-101, via que cruza o município. O debate foi solicitado à Comissão de Cidadania e Direitos Humanos pela deputada Terezinha Nunes (PSDB) para esclarecer as dúvidas da população.

Para aliviar o trânsito do principal acesso ao Litoral Norte de Pernambuco, o Dnit elaborou um projeto que prevê a construção de uma variável (contorno) na rodovia. Com a obra, haverá um contorno no município de Paulista (RMR), na altura do Hospital Miguel Arraes, que seguirá até a divisa com Igarassu (RMR). Segundo o Dnit, a pista central da BR-101, que passa por Abreu e Lima, não sofrerá interferência com a obra, já que passará por fora da cidade.

A explicação do Dnit ainda não convenceu a população local, segundo a tucana. Moradores e comerciantes do município têm receio de que o projeto afete o comércio que funciona na Avenida Duque de Caxias. De acordo com eles, as obras podem obrigar o deslocamento dos imóveis do centro comercial da cidade para áreas distantes, resultando em prejuízo financeiro e transtorno à população.

Para esclarecer os impactos da obra, a Comissão de Cidadania e Direitos Humanos discutirá o projeto, já em processo licitatório.

Fonte: Blog de Jamildo (JC)