O projeto é uma realização do Ministério da Cultura e Secretaria Municipal de Educação

O projeto chega na cidade de Paulista no dia 14 de Agosto, e tem o intuito de disseminar os conceitos básicos para a formação de cidadãos críticos e comprometidos com suas comunidades. A programação segue até o dia 17 e é uma realização do Ministério da Cultura, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, com apoio da Secretaria Municipal de Educação

Professores e alunos das séries iniciais do ensino fundamental de escolas públicas serão agraciados com a iniciativa. As atividades são ilustradas por meio de histórias vividas de João, um garoto esperto, incomodado com injustiças e disposto a ajudar o próximo. MudaMundo busca resgatar os valores em sala de aula, contribuindo para a transformação social e educacional do país.

Há novidades nesta temporada: além das oficinas de sensibilização para professores e apresentações teatrais, haverá rodas de conversa entre a equipe do MudaMundo, professores e alunos; todos os envolvidos nas atividades. “A ideia é oportunizar a discussão sobre a transposição da literatura para o teatro e as várias linguagens teatrais e recursos técnicos utilizados” conta a equipe da projeto. Para as rodas de conversas e teatros, haverá tradução de LiBraS.

 

As aventuras do cotidiano de João são escritas pelo gaúcho Caio Riter e conta com ilustrações da artista plástica laura Castilhos. Já as apresentações teatrais são conduzidas pelo grupo mineiro Real Fantasia

Doação de livros

Foram doados pela InBetta, uma das patrocinadoras do evento, cerca de 1000 conjuntos de seis livros infantis com as histórias do menino João, e 400 cadernos de orientação para professores e utilizadas em sala de aula. A doação reforça o acervo das bibliotecas escolares, cobrindo todo o município de Paulista.

MundaMundo nasceu no Rio Grande do Sul e já percorreu mais de 115 cidades desde sua criação. Mais de 79 mil crianças e 12 mil educadores foram beneficiados com essa ação. No total, cerca de 29 mil exemplares do livro MudaMundo estão presentes nas bibliotecas das escolas atingidas pelo projeto.

Fonte: TV Jornal

Comentários

comentários