Audiência Pública

Na manhã desta sexta-feira (12), o Shopping Norte, no Janga, sediou uma audiência pública para tratar do andamento da obra de duplicação da Av. Cláudio José Gueiros Leite, a PE-01. Na ocasião, representantes do Poder Executivo, Legislativo e moradores do bairro buscaram soluções para a questão da mobilidade na área.

O atraso no repasse de recurso financeiro de responsabilidade do Governo do Estado para Paulista foi apontado como o principal fator para o adiamento da entrega da duplicação. O sec. executivo de Infraestrutura do Paulista, Pedro César, somou a esse motivo, o aumento desenfreado do valor do asfalto no Brasil nos últimos meses.

“A audiência foi muito positiva. Abordamos assuntos como o repasse de verba para a conclusão da obra e o aumento constante do preço do asfalto. Acredito que a população saiu daqui entendendo melhor o posicionamento do Poder Executivo do município em relação ao que está acontecendo”, frisou o gestor.

O investimento para a duplicação da PE-01 gira em torno dos R$ 17 milhões de reais, incluindo a contrapartida municipal, que inclusive já foi injetado na obra. No momento, a Prefeitura do Paulista corre atrás da última parcela da verba estadual, que gira em torno dos R$ 3 milhões de reais. Com essa quantia, o município vai concluir o serviço.

A presidente da Associação dos Comerciantes da Orla do Paulista, Rose Freitas, expressou o seu descontentamento com o atraso da obra.

“Toda obra tem o seu planejamento, com início, meio e fim. A partir do momento que existe um atraso, quem sofre com isso é a comunidade, são os moradores que aguardam para ver a situação definida”, concluiu Rose, destacando que os usuários da rodovia aguardam ansiosamente pelo dia da entrega da duplicação da Ponte do Janga e da PE01.

Cerca de 50 mil veículos trafegam diariamente pela Av. Cláudio José Gueiros Leite (PE-01), que é considerada a via de maior importância para quem reside na região litorânea do Paulista.

ENTENDA – As obras de duplicação da Av. Cláudio Gueiros Leite e da Ponte do Janga é resultado de um convênio com a Secretaria Estadual das Cidades, compreendendo a construção de uma nova ponte; a restauração da já existente; o alargamento das faixas de rolamento (duplicação) ao longo de 4,5 km da rodovia; a restauração da malha viária, além da instalação de sinalização e o remanejamento de rede elétrica.

Fonte: DP

Comentários

comentários