Duas pessoas foram presas, na sexta-feira (9), com 400 gramas de crack em um posto de combustível na PE-22, em Maranguape I, Paulista, Grande Recife, acusados de tráfico de drogas na região. Douglas César de Araújo Colaço, de 20 anos, e a cunhada dele, Paloma da Silva Ferreira, 18, estavam com 400 gramas de crack, quantidade que renderia 1.200 pedras do entorpecente.

De acordo com a delegada Maria Elizabeth Patriota, titular da 2ª Delegacia de Narcotráfico do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc), a droga seria distribuída para pequenos traficantes de Maranguape I e II. Ambos foram autuados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Douglas seguiu para o Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, e Paloma está na Colônia Penal Feminina.

MANDADO DE PRISÃO – A polícia prendeu, na segunda-feira (12), outra pessoa suspeita de tráfico de drogas. Anderson Manoel da Silva, de 35 anos, é foragido da justiça. No dia 5 de novembro, ele e a esposa, Ana Rita de Santana, foram abordados por policiais na Linha do Tiro, Zona Norte do Recife, com mais de 33 quilos de pasta base de cocaína, que poderia gerar 400 mil pedras de crack. Ana Rita foi presa, mas Anderson conseguiu fugir. Desde então, a polícia investiga o paradeiro do suspeito. No dia 18, a 1ª Vara de Entorpecentes da Capital expediu um mandado de prisão contra ele por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Ele foi encontrado saindo de um motel, na Rua Imperial, na área central.

Fonte: NE10

Comentários

comentários