O Hospital Miguel Arraes (HMA) comemora nesta quinta-feira (15,12), dois anos de funcionamento.

Inaugurada no dia 15 de dezembro de 2009, a unidade, localizada no município de Paulista, na Região Metropolitana Norte do Recife, foi o primeiro dos três hospitais metropolitanos que o Governo do Estado construiu.

O HMA é voltado essencialmente para atender casos graves, nas especialidades de cirurgia geral, traumatologia e clínica médica. No Hospital trabalham mais de 960 profissionais de saúde. Há cinco salas de cirurgia, 152 leitos, sendo 29 de UTI, farmácia, agência transfusional, laboratório e serviço social. Ele é o primeiro da rede pública estadual com heliponto para receber pacientes resgatados pelo serviço aeromédico da Polícia Rodoviária Federal, Samu e Corpo de Bombeiros.

Hospital Migues Arraes
Hospital Migues Arraes

Em dois anos de funcionamento, o Hospital Miguel Arraes já atendeu mais de 90.000 pacientes. Já no primeiro ano de funcionamento o hospital foi credenciado pelo Ministério da Educação para residência médica nas especialidades de traumato-ortopedia – 4 vagas – e medicina intensiva – 2 vagas. Já encontra-se no Ministério encaminhamento para residência de clínica médica e enfermagem.

Além disso, o HMA foi credenciado pelo Ministério da Saúde como Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Traumato-Ortopedia. De seis em seis meses, o hospital realiza concurso para acadêmicos de medicina. A unidade também comporta residentes de outros serviços: clínica, médica, UTI, cirurgia geral. O HMA recebe estagiários de outras faculdades, como UPE e UFPE, além da FPS-IMIP.

Para a Superintendente do Hospital Miguel Arraes, Dra. Amélia Lyra, a avaliação dos dois primeiros anos de funcionamento da unidade é extremamente positiva.

“Nós temos uma unidade que consegue cumprir o seu objetivo de atender a população com qualidade e em tão pouco tempo já se credencia como instituição de ensino, oferecendo estágios para os profissionais de saúde”, afirmou.

Na sua avaliação, a inauguração do HMA deu início a uma nova fase na gestão da saúde no Estado de Pernambuco. A Fundação Professor Martiniano Fernandes – IMIP Hospitalar, entidade civil de assistência social, filantrópica e sem fins lucrativos é responsável pela administração da unidade. O hospital continua sendo público estadual, voltado exclusivamente para pacientes do SUS, mas as contratações e todo o funcionamento são de responsabilidade da Fundação.

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), de Olinda, Igarassu e Paulista, foram construídas para atuar de forma integrada ao Hospital Miguel Arraes.

Fonte: Blog do Jamildo

Comentários

comentários