Inferno astral de Lupércio

O prefeito de Olinda, Professor Lupércio, está num verdadeiro inferno astral. O Festival MIMO 2019 anunciou que este ano não será realizado em Olinda. Uma grande perda cultural.

Um assessor especial do prefeito, suplente de vereador em Paulista, com alentado salário de R$ 12 mil, Elton Viltor da Silva, apareceu nas suas redes sociais, em horário de trabalho, comemorando uma emenda parlamentar de R$ 600 mil para Paulista, ao lado do deputado federal Augusto Coutinho. A Prefeitura deve explicações. Um assessor de Olinda trabalhando para Paulista!

Lupércio foi vaiado ao sair do encontro Todos por Pernambuco e seu vice, Márcio Botelho, se envolveu em incidente na saída do evento. Ele foi acusado de ter agredido uma militante do movimento de luta pela moradia, que prestou queixa. Tal incidente virou caso de polícia. Isso tudo em um dia.

Há menos de um mês, o ministro Sérgio Banhos, do TSE, nos autos do Recurso Ordinário sob o nº 0601614-81.2018.6.17.0000, destrancou ação de investigação sobre uso da máquina pública da Prefeitura de Olinda em favor da esposa do prefeito, que foi candidata a deputada estadual, derrotada na última eleição, que terá seguimento e pode levar o prefeito a cassação.

Fonte: Blog do Magno

Comentários

comentários