Nos últimos dias tem crescido as especulações a respeito de uma nova cidade para João Paulo tentar o cargo de prefeito.

João Paulo poderá ser candidato a prefeito de Paulista

O deputado estadual João Paulo tem uma vasta trajetória na política, tendo sido vereador, deputado federal, prefeito do Recife e superintendente  da Sudene. Além disso foi candidato a prefeito do Recife por quatro vezes, uma a vice-prefeito, uma a prefeito de Jaboatão dos Guararapes e uma a senador. Na eleição passada voltou ao mandato na Assembleia Legislativa de Pernambuco pelo PCdoB com 29.442 votos, quebrando uma trajetória de décadas filiado ao PT.

Como integrante da Frente Popular, e reconhecido pela gestão aprovada na capital pernambucana, João Paulo já teve seu nome ventilado para disputar as prefeituras do Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes, porém as conversas não avançaram porque na capital está latente a primazia do PSB para a disputa, enquanto Jaboatão e Olinda, João enfrentaria dois prefeitos disputando reeleição, o que seria uma tentativa mais difícil.

Nos últimos dias tem crescido as especulações a respeito de uma nova cidade para João Paulo tentar o cargo de prefeito. A cidade de Paulista vem de dezesseis anos de gestões do PSB, duas com Yves Ribeiro e duas com Junior Matuto, e não há no momento um candidato natural para a sucessão do atual prefeito com o apoio do gestor.

O nome de João Paulo cairia como uma luva, pois já mostrou serviço no Recife e poderia representar não só a Frente Popular como um projeto de continuidade da gestão de Junior Matuto, uma vez que contaria com o apoio do governador Paulo Câmara e de outras lideranças importantes. Como há uma estratégia do PCdoB de eleger prefeitos em cidades relevantes, a tentativa de Paulista seria uma opção com boas chances num projeto liderado por João Paulo, que desde que deixou a prefeitura do Recife em 2009, ainda não se acostumou em ficar sem a caneta do executivo. Talvez a escolha de Paulista como domicílio eleitoral para disputar 2020 seja o caminho mais inteligente adotado pelo deputado João Paulo, que não poderá errar na opção sob pena de sofrer nova derrota majoritária e prejudicar sua carreira política.

Fonte: Blog do Edmar Lyra

Comentários

comentários