MPPE recomenda que ILPIs de Paulista adotem prevenções ao Coronavírus

Em razão da situação de emergência de saúde pública mundial após a declaração de Pandemia pela Organização Mundial de Saúde em decorrência do Novo Coronavírus (SARS-CoV-2), o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) vem atuando na promoção de medidas efetivas de prevenção à disseminação do vírus, em especial aquelas destinadas ao grupo de maior risco de contaminação: os idosos. Tendo isso em vista, o MPPE recomendou aos gestores das Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) situadas em Paulista que restrinjam visitas de familiares para apenas situações emergenciais e que justifiquem o contato físico com pessoas de fora da ILPI, bem como informem esses familiares, por meio de telefonemas ou outros meios, sobre as condições de saúde dos idosos institucionalizados.

Sempre que possível, as ILPIs deverão proporcionar também uma comunicação direta dos idosos com seus familiares e responsáveis, por meio de videochamadas, telefonemas ou outras formas similares. As instituições devem também adotar em seu quadro funcional todas as medidas previstas pela OMS para situações de emergência em saúde pública, como fornecer todos os equipamentos e materiais necessários aos funcionários e gestores das ILPIs que lidarão com os idosos acolhidos (máscaras, luvas, álcool gel, dispensadores de sabão, lenços de papel, entre outros).

Conforme recomendação da 3ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania de Paulista, a Secretaria de Saúde de Paulista deverá ser comunicada imediatamente sobre casos de idosos que possivelmente apresentarem quaisquer sintomas do Novo Coronavírus. Nessas situações, o idoso que apresentar os sintomas deverá ser retirado do convívio comunitário e os casos suspeitos ou prováveis devem ser notificados ao MPPE, também de forma imediata, em até 24 horas, pelo profissional de saúde responsável pelo atendimento.

Por fim, a 3ª promotora de Justiça de Defesa da Cidadania de Paulista, Christina Ramalho Leite Cavalcante, recomendou ainda que as ILPIs deverão se abster de abrigar novos idosos até que as recomendações do Ministério da Saúde parem de classificar o SARS-CoV-2 como pandemia e que a situação esteja controlada no estado. A Recomendação de Nº 001/2020 foi publicada no Diário Oficial Eletrônico do MPPE desta terça-feira (17).

Saiba mais – O MPPE emitiu uma recomendação semelhante para ILPIs do Recife no dia 13 de março:

ILPIs precisam seguir regras de saúde e higiene para proteger idosos residentes do Coronavírus

Fonte: MPPE