Papagaio é entregue de forma espontânea em Paulista

Um papagaio foi entregue de forma espontânea por um morador da praia Nossa Senhora do Ó aos fiscais da secretaria de Meio Ambiente do Paulista, Região Metropolitana do Recife (RMR), na manhã desta sexta-feira (30). A ave não apresentava maus tratos, mas estava sendo mantido de forma inadequada, pois, os animais considerados silvestres não podem ser criados em cativeiro, segundo a Lei nº 5.197/67.

A equipe transportou a ave para o Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangará) na Agência Estadual de Meio Ambiente. O animal vai passar por um período de quarentena e logo em seguida, será devolvido ao seu habitat natural.

Fátima Amaral, coordenadora do Núcleo de Fiscalização Ambiental do Paulista, comentou sobre a importância de informar a população sobre a criação errada de qualquer tipo de animal silvestre. “Existe uma legislação específica onde é considerado crime ambiental a criação de um animal silvestre sem a devida autorização. A pessoa que estiver criando animal silvestre em casa, pode até ser preso. A recomendação é que não criem animais silvestres, entrem em contato conosco e devolvam”, ressaltou a gestora.

Quem estiver criando um animal silvestre em residência sem a devida autorização a orientação é entregar o bichinho voluntariamente aos técnicos do Meio Ambiente, no Centro Administrativo do Paulista, que fica na Avenida Prefeito Geraldo Pinho Alves, nº 222, Maranguape I (antiga Av. Brasil). Caso deseje que uma equipe vá até a residência resgatar o animal, ligue para 3433-1311, durante a semana. No final de semana, ligue 153 e explique a situação à Guarda Municipal.

Fonte: DP

Comentários

comentários