O município do Paulista foi reconhecido pelas políticas públicas de promoção à igualdade de gênero, conquistando o prêmio “Prefeitura Amiga das Mulheres”, que foi divulgado nesta quarta-feira (16), no Diário Oficial, pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). A secretária da Mulher do Estado, Silvia Cordeiro e os deputados Aluísio Lessa, Osséssio Silva e Francismar Pontes, indicaram a Prefeitura do Paulista para a premiação. O evento de entrega será realizada na Alepe, em sua própria sede, localizada no Recife, no dia 31 de março, às 18h.

O objetivo do prêmio é a valorização de gestões que praticam políticas públicas de promoção à igualdade de gênero, avaliando questões como os investimentos em políticas de educação e saúde para as mulheres e as ações de enfrentamento à violência contra a mulher. Para a secretária da Mulher do Paulista, Bianca Pinho Alves, a premiação veio para coroar o trabalho de uma gestão que acreditou na realização de políticas públicas para as mulheres.

“Mesmo diante das dificuldades, nós seguimos desenvolvendo um trabalho notável nessa área. Além de políticas preventivas, também temos os programas e projetos estruturadores que possibilitam as mulheres do paulista uma autonomia financeira e um fortalecimento sócio político, permitindo que elas enfrentem a questão da desigualdade de gênero e o enfrentamento a violência”, completou.

A seleção foi feita pela Secretaria da Mulher do Estado, junto à Comissão de Defesa da Mulher da Alepe, através do desempenho de cada prefeitura na luta pela igualdade de gênero. Questões ligadas à gestão, como a ocupação feminina nos cargos do primeiro escalão, a existência de Organismo Municipal de Políticas para as Mulheres, e de órgão voltado especificamente para a população feminina, foram alguns dos critérios para a avaliação. As ações de enfrentamento à violência contra a mulher, os programas em parceria com a secretarias de Saúde, Educação e Políticas Sociais, voltadas para as mulheres, e programas de qualificação profissional também foram avaliados.

O prêmio, que contemplou um município por macrorregião do Estado, também selecionou as cidades de Vitória de Santo Antão (Zona da Mata), Bonito (Agreste) e Cabrobó (Sertão).

Políticas Públicas para as Mulheres no Paulista – Durante os três anos de gestão, a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres do Paulista desempenhou ações ligadas a políticas públicas para o público feminino da cidade. Entre elas estão a geração de vagas em cursos profissionalizantes para o público feminino com o Programa Lugar de Mulher na Qualificação Profissional, a implantação do programa “Gênero e Educação” na rede municipal de ensino dividido em duas vertentes: Maria da Penha vai à Escola e Formação em Gênero, lançamento do Programa PreviAtiva Mulher, para as servidoras aposentadas. Em 2014 Paulista foi finalista do Concurso de Iniciativas Regionais para Promover a Igualdade de Gênero na América Latina e no Caribe. O prêmio é coordenado pelo Banco Mundial e teve 150 projetos na disputa. Além disso, o município também conseguiu destaque na implantação dos projetos “AtuaAção pela Igualdade” e o Projeto Fêmea, que tem o objetivo de transformar as mulheres paulistenses em empreendedoras.

Fonte: Prefeitura do Paulista