Preocupado com a preservação do meio ambiente no município, o prefeito do Paulista, Junior Matuto, assinou decreto que cria a Floresta Urbana Pau Sangue, situada entre os bairros de Maranguape I, Vila Torres Galvão e Jardim Maranguape. A iniciativa transforma em Unidade de Conservação 65,8 hectares de fragmentos de mata atlântica e alagados, caracterizando-se como uma importante área de preservação da biodiversidade para a cidade e toda a Região Metropolitana do Recife.

Com a medida, a prefeitura visa promover o lazer, a recreação e as práticas esportivas em contato com a natureza, desenvolvendo, inclusive, atividades de educação e interpretação ambiental. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMA) ficará encarregada de elaborar os projetos e o plano de manejo. O órgão municipal será responsável também pela gestão da Unidade de Conservação, tendo o apoio do Grupo Raymundo da Fonte.

“A Lagoa Pau Sangue exerce um importante papel para a drenagem no município, e também serve como refúgio para aves aquáticas, anfíbios e répteis, como o jacaré do papo amarelo”, destacou o prefeito Junior Matuto. O município também já iniciou os estudos para transformar a Mata do Ronca em Unidade de Conservação. Aproximadamente, 100 hectares de mata atlântica serão preservados nessa área, que será gerida pelo Novo Parque Mirabilândia.

Fonte: Prefeitura do Paulista