Paulista divulga primeiros dados de violência após chegada da Força Nacional

Paulista, único município do Nordeste a receber ações do Projeto Em frente, Brasil, do Governo Federal, que busca combater a criminalidade nas cidades com maiores índices de homicídios do país, registrou zero homicídios no período de 30 de agosto a 8 de setembro, quando chegaram os agentes da Força Nacional. O município já notificou até 70 homicídios por mês. Outro impacto importante com a chegada do programa em Paulista foi a redução de 43% no número de roubos e furtos.

Chama a atenção, no entanto, o aumento de 2,7% no número de roubos de veículos. Por conta desse dado, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi convocada para participar da próxima reunião do Comitê de Governança e Gestão do Programa Em frente, Brasil, implantado para avaliar a experiência. As reuniões serão quinzenais e a próxima está prevista para acontecer no dia 30, na sede do Ministério Público de Paulista. O secretário de Segurança Cidadã e Defesa Civil, Manoel Alencar, divulgou os dados nesta manhã, na reunião do Conselho Municipal de Segurança, que acontece toda primeira quarta-feira de cada mês.

O secretário lembrou que o município já vem fazendo ações integradas de prevenção e combate à violência e por isso foi escolhido para implantar o projeto. “Entre 2017 e 2019, reduzimos em 75% o número de homicídios”, ressaltou Alencar. Entre as ações destacadas pelo secretário estão o aplicativo Paulista Conectada, onde os moradores prejudicados com a falta de iluminação no bairro podem resolver o problema via aplicativo; e o Escola na praça, que promove uma maior interação entre os alunos da rede pública, quebrando a rotina da comunicação por redes sociais.

Fonte: DP

Comentários

comentários