Quatro mandados de busca e apreensão são cumpridos em Paulista

Polícia cumpre mandados em operação que mira fraudes em licitações

A Polícia Civil de Pernambuco desencadeou na manhã desta terça-feira (1º), a operação Convescote II, com o objetivo de desarticular uma suposta organização criminosa voltada para o crime de fraude em licitações.

As investigações tiveram início em julho deste ano e cumpre quatro mandados de busca e apreensão domiciliar em Paulista, na região metropolitana do Recife.

Efetivo
A operação é coordenada pela Diretoria Integrada Especializada (DIRESP), no Pacto Pela Vida, e vinculada ao Departamento de Repressão a Corrupção e ao Crime Organizado (DRACO). A execução da Convescote II contou com 25 policiais civis de Pernambuco, entre delegados, agentes e escrivães.

Convescote I
Em maio de 2019, a Polícia Civil desencadeou a primeira fase da operação, a Convescote I. Nela, estiveram envolvidas a Secretaria Políticas Sociais e Esportes de Paulista, e as empresas Kaluah Comercio de Alimentos Ltda (Recife), Milleniuns Comércio e Serviços Ltda (Paulista) e Araújo & Dantas Comércio Representações Serviços Importação e Exportação Eireli (Igarassu).

Segundo as investigações, alguns sócios de empresas fraudaram uma licitação na cidade do Paulista, no Grande Recife, cujo objeto era o fornecimento de gêneros alimentícios para duas casas de acolhimento vinculadas à Secretaria de Políticas Sociais da Prefeitura, com valores superiores a R$ 580 mil reais.

Um dos suspeitos era o secretário de Políticas Sociais e Esportes do Paulista, Augusto Costa, que decidiu entregar o cargo logo após ser apontado.

Fonte: JC Online

Comentários

comentários