Depois do PT e do PSB, ala pedetista ameaça candidatura própria na cidade de Renildo

Antônio do Rego (Toinho) é o prefeiturável.
Antônio do Rego (Toinho) é o prefeiturável.

Depois do PT e do PSB, é a vez do PDT de Olinda discutir a possibilidade de candidatura própria nas eleições deste ano. Uma ala do partido defende o nome do atual presidente municipal, Antônio do Rego (Toinho), como prefeiturável. O pedetista, no entanto, diz ainda considerar a composição em torno do prefeito Renildo Calheiros (PCdoB) como o melhor caminho.

Os pedetistas realizaram uma reunião nesta terça (24) com o assunto em pauta, no entanto, não houve definição, que deve ser postergada até o final de fevereiro. Caso o partido decida pela candidatura própria e figurem mais de um pré-candidato, também está previsto uma eleição interna, com todos os filiados, para escolha do nome.

Essa nova cogitação de candidatura dentro da base de apoio ao prefeito Renildo Calheiros – virtual candidato à reeleição – mostra que as legendas estão se movimentando fortemente, não apenas em busca de palanques, mas também de espaços políticos. E que os partidos têm suas próprias divergências, com alas defendendo o apoio a Renildo – muito próximo do governador Eduardo Campos (PSB) – e alas trabalhando um novo caminho, na linha do “time que não joga não faz torcida”.

“Esse é o momento de sentar para tentar unificar o partido e chegar à melhor estratégia”, disse o vice-presidente do PDT em Olinda, Alberes da Silva, que vê como legítima a busca de espaço dentro frente governista.

Fonte: JC Online