Casal de aposentados foi levado para a UPA com ferimentos leves. Dona de imóveis lamenta prejuízo – uma das casas corre risco de desabar.

Duas casas e um muro foram atingidos na manhã desta terça-feira (26) por um caminhão desgovernado na Rua Surubim, no bairro de Arthur Lundgren II, em Paulista, Região Metropolitana do Recife. Uma terceira casa precisou ser desocupada por precaução. As informações iniciais falavam de uma casa atingida com um casal ferido mas a reportagem do G1 confirmou em seguida que o acidente foi mais grave. Os ônibus que passam pela via estão precisando desviar a rota.

Caminhão colidiu com o muro de depósito, um salão de beleza que corre o risco de desabar e mais uma residência. Casa vizinha foi desocupada por precaução. (Foto: Marjones Pinheiro/TV Globo)
Caminhão colidiu com o muro de depósito, um salão de beleza que corre o risco de desabar e mais uma residência. Casa vizinha foi desocupada por precaução. (Foto: Marjones Pinheiro/TV Globo)

“O caminhão ficou sem freio e começou a descer a ladeira. Por conta do peso, eu não consegui controlar. O susto foi grande, estou nervoso até agora”, disse Rodrigo Lourenço, motorista do caminhão. Rodrigo trabalhou a noite inteira e essa era a última rua de coleta.

A colisão derrubou as paredes do quarto que ficava na parte da frente de uma casa onde dormia um casal de aposentados – uma mulher de 48 anos e um homem de 64. Eles foram atendidos no local pela equipe do Samu e, como tiveram ferimentos leves, foram levados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Paulista.

Trânsito precisou ser desviado na Rua Surubim
Trânsito precisou ser desviado na Rua Surubim

Também foi atingido o imóvel vizinho à casa do casal, um salão de beleza de primeiro andar. “O impacto do caminhão provocou rachaduras por todos os lados do salão. As paredes estão soltas e ele cai a qualquer momento porque está escorado no caminhão”, explicou João Paulo Ferreira, tenente do Corpo de Bombeiros. Segundo o tenente, por precaução, os moradores do imóvel 239, colado no salão pelo lado esquerdo, tiveram que sair de casa. Mônica Silva é proprietária dos três imóveis – a casa onde morava o casal, o salão e o imóvel que precisou ser desocupado, que é onde a mãe dela mora. Mônica disse que o prejuízo é enorme e espera que a prefeitura ou o responsável apareçam.

Além dos dois imóveis, o veículo bateu também no muro de um depósito de água e gás. Maurício José dos Santos, dono do depósito, disse: “Quando vi a poeira, pensei que tinha sido telha caindo, mas quando a poeira baixou, vi os pedaços do muro no chão, achei que foi um carro que bateu. Só então vi o caminhão atingindo os outros imóveis”, contou.

Também houve vazamento de combustível, e os bombeiros precisaram limpar a pista. Três viaturas do Corpo de Bombeiros e Samu estão no local. Em nota, a Celpe informou que o fornecimento de energia foi afetado em um dos imóveis, o de nº 240, já que o padrão de ligação do cliente foi destruído pelo caminhão. O fornecimento será retomado depois que as instalações internas forem recompostas pelo morador segundo a Companhia.

Fonte: G1 Pernambuco