Arnaldo Jabor afirmou que o escândalo não pode ser considerado apenas um erro técnico. Para ele, é preciso saber a retaguarda política que indicou e sustentou os principais autores deste negócio e quem ganhou com esse absurdo.

Fonte: Jornal da Globo