A Prefeitura de Paulista lançou nesta quarta-feira (04) o programa “Remédio em Casa”. A iniciativa tem o objetivo de entregar medicamentos para tratamento da diabetes, hipertensão e dislipidemias (descontrole do colesterol) na residência de idosos e de pessoas com dificuldade de locomoção. Além deste público, serão beneficiados usuários do SUS no município com demandas judiciais.

A entrega dos medicamentos será feita por motoboys identificados, que vão levar um kit com remédios que serão usados a cada três meses de tratamento. Para receber uma nova remessa, o paciente deverá voltar a se consultar numa Unidade de Saúde da Família (USF) da rede local. A estimativa do município é atender entre oito e dez mil pessoas.

“Essa é uma iniciativa que vai mudar o processo de atendimento à população. Vamos fazer com que as pessoas não apenas recebam os medicamentos, mas façam consultas periódicas, já que para receber o remédio a receita tem que ser de uma unidade de saúde municipal”, explicou o secretário Alberto Lima.

Inicialmente, a iniciativa vai atender três regiões: Aurora, na área central da cidade; e nas comunidades Rural I e Rural II. Após três meses de implantação, o projeto será ampliado, gradativamente, até atender todas as 40 equipes de Saúde da Família.

“Vamos começar pelos bolsões de pobreza, mas até setembro do próximo ano vamos cobrir todo o Paulista e seremos um exemplo para Pernambuco”, destacou o prefeito Junior Matuto (PSB).

O investimento da iniciativa custará R$ 380 mil anuais aos cofres do município. “O Brasil está envelhecendo cada vez mais e a atenção domiciliar vai ser a grande saída para a saúde pública. Espero que essa ação seja espelho para outros gestores”, ressaltou o secretário Estadual de Saúde, Antônio Figueira.

Fonte: Blog de Jamildo (JC)