Paralelo a isso, membros do CSTM estão em reunião com o Grande Recife. Aumento proposto é o dia 17,20%

“Se a passagem não baixar, o Recife vai parar”

Começa o protesto dos estudantes contra o reajuste das passagens. Concentrados desde as 8h na frente do Ginásio Pernambucano, eles tomaram a avenida Conde da Boa Vista e já deixam o trânsito completamente parado, gerando um imenso engarrafamento. Duas viaturas do 16º Batalhão de Polícia Militar acompanha o ato, no intuito de manter a ordem e garantir a segurança. Munidos com carro de som, bandeiras e apitos, eles avisam: “Se a passagem não baixar, o Recife vai parar”. Antes de sair em passeata, eles fizeram panfletagem nas ruas, tentando alertar a população sobre o atual cenário e, assim, conseguir adesão.

Os membros do Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM) se reúnem nesta sexta (20), no Grande Recife Consórcio de Transporte, para discutir o reajuste. O assunto vem causando polêmica desde que o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Pernambuco (Urbana-PE) solicitou um aumento de 17,20% em cima dos valores praticados hoje. Depois de quatro anos com reajuste seguindo a inflação do Índice de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA), que neste ano ficou em 6,5%, o Sindicato pediu o acréscimo acima da média justificando um aumento nos gastos do setor. O pedido levou o CSTM a convocar a reunião.

Fonte: FolhaPE