Acidente ocorreu por volta das 13h30, na MF Marina Clube. Uma das vítimas foi levada ao hospital sem sentir as pernas, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

Lancha explodiu e deixou cinco feridos em Maria Farinha — Foto: Reprodução/WhatsApp

Uma lancha explodiu na tarde deste domingo (30) e deixou cinco pessoas feridas, na Praia de Maria Farinha, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife. De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma das pessoas foi socorrida sem sentir as pernas. Quatro delas, segundo a corporação, foram levadas ao Hospital da Restauração, no Centro da capital pernambucana.

O acidente ocorreu por volta das 13h30, na MF Marina Clube. Ao local, foram enviadas cinco viaturas dos bombeiros. A Capitania dos Portos também informou ter enviado uma equipe ao local e constatou que, no momento do acidente, havia sete pessoas na lancha.

Duas vítimas são mulheres, de 40 e 56 anos. Elas tiveram queimaduras nas pernas e nos braços. As outras duas pessoas feridas são homens de 55 anos. Um deles sofreu um corte na boca e o segundo, queimaduras nas pernas. A quinta pessoa ferida é uma mulher que foi arremessada da lancha no momento da explosão.

A vítima que estava sem sentir as pernas foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Paulista e foi encaminhada ao Hospital da Restauração, no Recife. Outras quatro foram atendidas pelos bombeiros e levadas à mesma unidade de saúde. Não há informações sobre o hospital para onde foram levadas as outras duas pessoas mencionadas pela Capitania dos Portos.

Vídeos enviados ao WhatsApp da TV Globo registraram a lancha atracada num porto e, ao redor, uma nuvem de fumaça. A pessoa que gravou o vídeo narrou o caso como um grande “pipoco”. Várias pessoas se reuniram ao redor do barco para ver o acidente. É possível ver, ainda, uma pessoa sendo removida da embarcação e colocada no chão da marina.

Quatro das vítimas foram identificadas como Josildo Pereira de Melo, de 55 anos; Fabíola Lima de Souza, de 40 anos; Rosângela de Souza Oliveira Melo, de 56 anos; e José Ailton Dias da Silva, de 55 anos.

De acordo com a assessoria de comunicação do Hospital da Restauração, todas as vítimas que foram levadas ao local tiveram queimaduras que, a princípio, foram classificadas como leves, sem gravidade. Eles serão encaminhados à Unidade de Queimados, onde receberão curativos. Uma delas, Josildo Pereira de Melo, que sofreu um corte na boca, já recebeu alta.

No local onde a lancha estava atracada fica um posto de combustíveis para transporte aquático. Parentes das vítimas disseram que o acidente ocorreu no momento em que a embarcação estava sendo abastecida.

A reportagem entrou em contato com o telefone que consta como sendo da MF Marina Clube e recebeu a informação de que a empresa “tomou as providências legais e órgãos competentes acionados”. A atendente não quis se identificar.

Fonte: G1 PE