À 0h de domingo (26), moradores devem atrasar em uma hora os relógios. Mudança abrangeu regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste, DF e BA.

O horário de verão, que começou em 16 de outubro de 2011, termina neste domingo (26). Por causa da mudança, moradores de estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país, além de Distrito Federal e Bahia, terão que atrasar os relógios em uma hora à meia-noite deste sábado (25). Assim, o sábado terá uma hora a mais.

Neste ano, o horário de verão teve 133 dias de duração.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) previa uma economia para o Brasil, no período, que podia variar entre R$ 75 milhões e R$ 100 milhões durante o período. No período, a ONS prevê a diminuição da demanda em 4,6%, ou o equivalente a 2.650 megawatts (MW).

Com os dias mais longos, o objetivo é reduzir o consumo de energia e aproveitar mais a luz do sol durante o verão. A decisão de utilizar o horário é de cada estado e, neste ano a Bahia resolveu aderir.

A inclusão do estado era reivindicada por empresários do estado. Eles queriam sincronia com o expediente bancário, horário de funcionamento de escritórios e sede de empresas do Sul e do Sudeste.

Economia
Com o horário de verão, o Distrito Federal economizou 2,3 mil megawatts/hora, informa o governo. A redução significa, de acordo com a Companhia Energética de Brasília (CEB), 0,4% do consumo geral do DF ou cerca de 30% da energia gasta, no período, por uma região administrativa como Brazlândia.

Período
Desde 2008, com a edição de um decreto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que o horário de verão se inicia no terceiro domingo de outubro e vai até o terceiro domingo de fevereiro.

Quando houver coincidência entre o domingo de Carnaval e o término da medida, o encerramento se dará no domingo seguinte. É o caso de 2012. Neste ano o Carnaval foi comemorado entre os dias 18 e 21 de fevereiro. O objetivo do horário de verão é aproveitar os dias mais longos do verão, com mais tempo de luz solar, para economizar energia.

Fonte: G1