Adolescentes, segundo a polícia, mataram um rapaz na comunidade do Tururu

Basta de ViolênciaA crueldade e a intenção de serem vistos como líderes da comunidade motivaram dois irmãos gêmeos a cometerem uma sequência de crimes no Tururu, localizado no bairro do Janga, em Paulista. Após várias denúncias de moradores que estavam amedrontados, a equipe de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI) conseguiu dar cumprimento aos mandados de busca e apreensão dos menores. Além dos irmãos, que têm 16 anos, a Justiça também expediu um mandado contra outro adolescente, de 17 anos, suspeito de envolvimento nos mesmos crimes.

Na casa dos irmãos a polícia encontrou dois revólveres de calibre 38, municiados, além de 25 pedras de crack. Eles foram conduzidos para o Complexo Policial de Paulista por volta das 5h de ontem. Os mandados foram expedidos pela juíza Andréa Duarte Gomes, da Vara da Infância e Juventude. O trio é suspeito de ter assassinado o rapaz identificado apenas como Douglas, na madrugada da última terça-feira. Uma característica marcante na atitude dos jovens, especialmente dos irmãos, é a facilidade de contar em detalhes como aconteciam os crimes.

“Ninguém ‘bota’ terror na minha comunidade, não. Mato mesmo e matava de novo se pudesse”, afirmou um dos gêmeos. Ainda segundo o garoto, a vítima estaria cometendo pequenos furtos na comunidade. “A gente não sabia que era ele, mas quando descobri não teve outra não, matei logo. Ele era um drogado e ficava roubando na minha comunidade. Descarreguei a arma na cabeça dele”, relatou o menor.

O delegado Ermírio Azevedo afirmou que as denúncias foram essenciais para a apreensão desses menores. “Esses menores, especialmente os gêmeos, estavam aterrorizando a comunidade do Tururu. Eles deixavam a vítima à vontade, fingiam amizade e de repente efetuaram os disparos. Além desse último crime, os irmãos também são suspeitos de uma tentativa de homicídio ocorrida no mesmo bairro”, complementou o delegado Ermírio. Na semana passada, um jovem identificado como Andrey, sobreviveu após ser baleado por um dos gêmeos.

O delegado ainda investiga a participação de um dos irmãos no homicídio de um outro homem na cidade de Goiana, na Mata Norte. Os menores foram encaminhados para o Centro de Internamento Provisório (Cenipe) da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase). Aos gêmeos, apesar do mandado, acrescentou o ato infracional referente ao flagrante pelas armas e droga encontradas.

Fonte: FolhaPE