Vítima, paraibana, foi atacada um dia depois de chegar à casa de parentes

Basta de ViolênciaUm dia depois de chegar à casa dos parentes, no bairro de Maranguape I, município de Paulista, na Região Metropolitana do Recife (RMR), o paraibano Ivanildo Vicente de Oliveira Júnior, de 22 anos, foi assassinado com golpes de enxada na noite do último sábado. O crime chamou a atenção da população, mas até o fechamento desta edição, ninguém procurou a polícia para ajudar a esclarecer o fato. Policiais da Força Tarefa Norte do Departamento de Homicídios e de Proteção à População (DHPP) estiveram no local do crime e já iniciaram as investigações. No entanto, a autoria e a motivação do assassinato permanecem desconhecidas.

Depois de colherem informações iniciais do homicídio, os investigadores do DHPP encaminharão o inquérito ao núcleo especializado na elucidação dos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI) ocorridos no município de Paulista. O processo de transferência da investigação deve ser concluído ainda nesta segunda-feira. No decorrer do trabalho policial, depoimentos serão colhidos e laudos periciais serão analisados, médicos também deverão ser ouvidos já que a vítima chegou a ser socorrida no Hospital Miguel Arraes, onde morreu. O objeto utilizado no crime foi apreendido pela polícia.

Ontem pela manhã, a população ainda comentava o assassinato e as manchas de sangue permaneciam no chão da rua São Francisco. Com medo de externarem opiniões e mesmo revelar o que houve no dia do crime, moradores vizinhos à cena preferiram não dar entrevistas. Nem mesmo os parentes de Ivanildo Oliveira quiseram expor o sentimento da família. Até os policiais tiveram dificuldades de colher informações com os parentes da vítima.

TENTATIVA
Também na noite do último sábado, os moradores do Loteamento Conceição, no bairro de Pau Amarelo, em Paulista, tomaram um susto com os vários disparos de arma de fogo ouvidos por volta das 18h. Os tiros, de acordo com a polícia, foram deflagrados na direção de Elano Severino da Silva, 34. Nele, apenas um projétil acertou.

O rapaz foi levado para o Hospital Miguel Arraes onde, até o fechamento desta edição, permanecia internado. De acordo com os policiais do Departamento de Homicídios e de Proteção à População (DHPP), o crime pode estar relacionado ao fim de um relacionamento amoroso. O caso ficará sob a responsabilidade da Delegacia de Paulista.

Fonte: FolhaPE