Mulher estava com suspeita de traumatismo raquimedular, segundo o Hospital da Restauração

Imagens mostram lancha após explosão e com incêndio controlado

Morreu, na manhã desta terça-feira (1º), uma das vítimas da explosão de uma lancha na MF Marina Clube de Maria Farinha, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Segundo o hospital, a morte ocorreu por volta das 8h.

A vítima, uma mulher de 30 anos, estava internada no Hospital da Restauração, no Recife, desde o domingo (30), dia do acidente. Das cinco vítimas, a mulher era a que estava em estado mais grave.

A vítima havia ficado tetraplégica após a explosão da embarcação. Ela foi arremessada da lancha no momento do acidente e teve 15% do corpo queimado. Segundo a assessoria do HR, havia a suspeita de que a mulher tenha sofrido um traumatismo raquimedular.

O corpo da mulher foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) do Recife, localizado no bairro de Santo Amaro.

Outras duas mulheres vítimas da explosão permanecem internadas no HR. Elas, de 40 e 53 anos, tiveram cerca de 30% do corpo queimado. Os outros dois homens que ficaram feridos já receberam alta – um de 55 anos ainda no domingo e outro, também de 55, na tarde de segunda-feira (31).

A Marinha do Brasil, em análise preliminar, informou que o acidente não tem relação com o abastecimento e que os dois tanques de combustível da embarcação e seus componentes estão intactos. A Capitania dos Portos segue com as investigações da explosão.

Fonte: FolhaPE