Suposto superfaturamento na compra de livros pode complica petista
Suposto superfaturamento na compra de livros pode complica petista

Em sessão do Tribunal de Contas do Estado (TCE) para julgar as contas do ex-prefeito do Recife, o deputado federal João Paulo (PT), no exercício fiscal de 2008 – o último ano de governo do petista – o relator da prestação, o conselheiro Marcos Nóbrega, pediu a rejeição das contas. Em seu parecer, Nóbrega justificou um suposto superfaturamento na aquisição dos livros “Recife dia a dia com seus poetas”, denunciado na Câmara do Recife em 2010 pela vereadora Aline Mariano (PSDB). Para adquirir os volumes, a Prefeitura do Recife (PCR) pagou R$ 4,2 milhões.

O conselheiro Marcos Nóbrega observou que as obras na verdade se tratam de agendas e não livros, uma vez que intercala informações sobre poetas e artistas do Recife em suas páginas. Contudo, devido ao grande volume do processo, o procurador do Ministério Público de Contas (MPCO), Cristiano da Paixão, pediu vistas fazer uma análise mais criteriosa.

A expectativa é que o julgamento das contas do ex-prefeito João Paulo retome em três sessões extraordinárias do TCE.

Fonte: Blog da Folha