A medida já é proibida pela Agência Nacional de Saúde e ganhou força com um projeto de lei aprovado na Câmara dos Deputados.

Fonte: NETV – 2ª Edição