‘Se o povo não permanecer em casa, a tendência dos números é aumentar e se torna humanamente impossível da prefeitura dar conta de tudo’, disse Júnior Matuto (PSB).

Prefeito de Paulista explica como município tem lidado com casos de Covid-19

Com 83 casos confirmados de pacientes com a Covid-19 em Paulista, no Grande Recife, o prefeito do município, Júnior Matuto (PSB), afirmou ter adotado medidas para conter o avanço do novo coronavírus na cidade, como a montagem de leitos de campanha e atendimento psicológico por telefone, mas o gestor também pediu a contribuição dos moradores para conter a pandemia na cidade.

“Estamos fazendo o que está ao alcance da prefeitura, mas estamos preocupados com a colaboração da população. Se o povo não permanecer em casa, a tendência dos números é aumentar e se torna humanamente impossível da prefeitura dar conta de tudo”, afirmou.

Há, no município, 60 leitos de campanha, de enfermaria, sendo montados. A previsão, segundo o prefeito, é de que eles estejam disponíveis no dia 5 de maio.

Além do reforço na saúde, o prefeito alegou, ainda, ter distribuído kits de alimentação para os alunos das escolas públicas de Paulista após o decreto que suspende atividades nas instituições de ensino de Pernambuco durante a pandemia. “Entregamos 16 mil reforços alimentares, contemplando toda a rede municipal”, afirmou.

Para intensificar o isolamento social no município, Júnior Matuto alegou ter posto carros de som para circular nas ruas e intensificado a fiscalização de estabelecimentos que descumprem o fechamento. “Caso o estabelecimento descumpra, nós vamos suspender o alvará por três meses. Caso seja reincidente, vamos cassar o alvará”, disse.

Com a permanência das pessoas em casa, o prefeito pediu à Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) um reforço no abastecimento. “O povo está clamando por água e precisamos de regularidade no abastecimento”, disse. O G1 entrou em contato com a Compesa, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

Coronavírus em Pernambuco
Pernambuco confirmou, até a quarta-feira (15), 1.484 casos de pacientes com a Covid-19. Também foram confirmados mais 28 óbitos, elevando o número total a 143 mortes de pacientes.

Fonte: G1