O Posto de Saúde da Família, na Rua Osana Alves do Nascimento, no Janga, em Paulista, tem maca ginecológica, mas não é usada nos exames de prevenção. As mulheres, por absoluta falta de materiais adequados, são encaminhadas para exames em outros bairros.

Já o Setor de Pediatria daquele PSF,segundo denúncia do leitor Rogério Alves, “só atende dez consultas por semana o que é uma vergonha. Na comunidade são, aproximadamente, 7.500 pessoas que dependem de atendimento”, reclama Alves.

Fonte: FolhaPE