Alessandro Corrêa relata que o problema do “rombo” na previdência é comum no País

Após as denúncias de irregularidades em Paulista, o presidente do Fundo Previdenciário do município de Paulista (PreviPaulista), Alessandro Corrêa isentou o prefeito Júnior Matuto (PSB) das dívidas atuais que o órgão possui. Ele relatou que o déficit orçamentário do instituto é procedente de administrações passadas e que o problema do “rombo” na previdência é comum no País.

“O nascedouro não foi na atual gestão. O problema não é só em Paulista, todos os institutos de previdência estão com um problema sério. (…) É só olhar a lógica, a medida que as pessoas vão se aposentando vão aumentando a despesa com a folha do instituto”, justificou o presidente, em entrevista exclusiva ao Portal LeiaJá.

De acordo com Alessandro, a legislação local também tende a prejudicar o instituto. “Ela foi sancionada sem observar a questão previdenciária. Ela assegurou a estabilidade financeira e até 2011 não se preocupava com o caráter financeiro do instituto. Esse foi um dos fatores que fizeram chegar a essa situação”, explicou.

Segundo o presidente da PreviPaulista, alguns procedimentos estão sendo tomados para controlas as dívidas. “Algumas medidas estão sendo tomadas, e essa é a medida principal é a revisão da legislação, está sendo feito uma revisão geral, total da previsão” concluiu.

Fonte: Leia Já