O governador Eduardo Campos mantém um olho no padre e outro na missa. Ao mesmo tempo em que cuida de sua candidatura a presidente da República, não descuida das bases municipais. Ele já decidiu junto com o PSB que o partido terá candidatos a deputado federal em todas as regiões do Estado.

Hoje, o PSB tem apenas quatro representantes na Câmara Federal: Fernando Filho, Gonzaga Patriota, Pastor Vilalba e Severino Ninho. O projeto do partido é eleger oito federais nas próximas eleições, podendo chegar a 9 ou 10.

Alguns nomes já estão decididos como o atual prefeito de Timbaúba, Marinaldo Rosendo (PSB), e o ex-prefeito de Paulista, Yves Ribeiro.

Haverá um candidato na região do Araripe, outro na região de Salgueiro (Creusa Pereira), outro na região de Serra Talhada (?), outro na região de Arcoverde, outro na região de Garanhuns, e assim por diante.

Recentemente, foram sondados dois líderes empresariais do Agreste sobre uma eventual candidatura a deputado federal. Um, que reside em Pesqueira, já disse que não quer de jeito nenhum. Outro, que reside em Garanhuns, está balançado.

O governador está convicto de que, independente de sua candidatura a presidente da República, não pode perder o controle de sua base local.

Fonte: Blog de Inaldo Sampaio (FolhaPE)