Aproximadamente quatro mil técnicos administrativos e profissionais de saúde da Universidade de Pernambuco (UPE) paralisam as atividades por 24 horas, nesta quarta-feira (16), em protesto contra o déficit de profissionais na Instituição.

Os funcionários reivindicam a abertura de concurso público, alegando que a instituição não realiza seleção pública há mais de oito anos. Segundo a categoria, a UPE precisa contratar, pelo menos, 800 novos profissionais.

Fonte: TV Jornal