O prazo para o envio dos recibos de quitação anual de contas pelas empresas acaba em maio. A jornalista Nadja Sampaio explica as vantagens de cobrar e guardar a declaração.

Os consumidores devem ficar atentos ao receberem as contas a partir deste mês. É que o prazo para o envio dos recibos de quitação anual de contas pelas empresas acaba em maio. O consumidor deve ler a fatura mensal com todo o cuidado. De acordo com a lei federal aprovada há dois anos, o informe da quitação pode ser emitido em um espaço da própria conta. Nele deve constar também a informação de que a declaração garante as quitações dos débitos dos anos anteriores.

Segundo a jornalista Nadja Sampaio, especialista em defesa do consumidor, é vantajoso para o consumidor ter essa quitação, seja em carta separada ou mesmo na conta. “A vantagem é que você não fica guardando tanto papel”, explica. Nadja diz que, sem o informe de quitação, o consumidor precisa guardar os comprovantes de contas pagas por cinco anos. “Você vai ficar com a tranquilidade de não ser cobrado de um débito lá para trás”, comenta.

As empresas que descumprirem a determinação podem ser punidas com multas previstas no Código de Defesa do Consumidor, que pode chegar a R$ 3 milhões. Nadja diz que é necessário que o consumidor ajude no cumprimento da lei. “A gente tem que fazer essa lei pegar. O primeiro que você tem que fazer é reclamar com a empresa, de preferência por escrito. Depois com as agencias reguladoras. Com uma quantidade de reclamações juntas é possível que se faça fiscalizações”, sugere.

Fonte: Globo News