Na propaganda na televisão, a saúde de Pernambuco é apontada como modelo, mas na realidade ainda está longe desse falso estágio propagado pelo Governo com o dinheiro do contribuinte. Basta apenas dar uma olhadinha na pesquisa do índice de Desempenho do SUS, feita pelo Ministério da Saúde e que ganhou destaque, ontem, na mídia nacional.

Bem diferente da falsa propaganda, Pernambuco aparece na 16ª posição entre os Estados melhores avaliados, abaixo, pasmem, no Nordeste, do Piauí, Sergipe, Bahia, Rio Grande do Norte e Alagoas. Pernambuco supera apenas o Ceará, o Maranhão e a Paraíba.

Nos últimos cinco anos, o Governo do Estado fez grandes investimentos na Saúde. Construiu três novos hospitais para desafogar o velho e congestionado Hospital da Restauração, tirou do papel a promessa de UPAS – Unidades de Pronto-Atendimento, sucesso em outros Estados, chegando a entregar 14 unidades.

Mas quem depende do SUS não percebeu melhoras, porque o atendimento continua ruim, há carência de médicos, falta de remédio e de um sistema emergencial mais eficaz.

Se Recife aparece na 10ª posição entre as capitais do País e a melhor do Nordeste, dá para concluir que o Governo concentrou os investimentos na Região Metropolitana e esqueceu o Interior.

CALAMIDADE – Um dado que chama a atenção na pesquisa do Ministério da Saúde: só 2% dos brasileiros estão satisfeitos com os serviços do SUS – o Serviço Único de Saúde. Apenas 347 municípios brasileiros ganharam a nota sete em termos de qualidade de serviço. Capital do turismo nacional, com um dos melhores serviços de infraestrutura, o Rio de Janeiro aparece como o pior colocado, com nota 4,33%. Dos municípios pesquisados, 20,7% foram reprovados.

Fonte: Blog do Magno Martins